Os Mestrados Profissionais em Minas Gerais

As características do processo de expansão e os desafios para a pós-graduação stricto sensu.

O mestrado profissional é uma pós-graduação stricto sensu, instituída pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, por meio da Portaria nº 47 de 17 de outubro de 1995.

Os mestrados profissionais desenvolvem-se na pós-graduação brasileira a partir da década de 1960, após a promulgação da Lei nº 4024, de 20 de dezembro de 1961, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Em 1965, com o Parecer nº 977/65, de relatoria do Conselheiro Professor Newton Sucupira, surgiu, no Brasil, a distinção da natureza e dos fins das pós-graduações, levando à regulamentação da letra b do Art. 69 da referida lei e à organização da expansão desses cursos.

Com a intenção de flexibilizar o modelo de pós-graduação stricto sensu em nível de mestrado, visou tal Portaria à criação de cursos de mestrado orientados para a formação profissional. Elementos centrais no mestrado profissional são o seu potencial formador de profissionais qualificados teórico e tecnicamente para a atuação profissional qualificada e a promoção do desenvolvimento e indução de surgimento de novas atividades profissionais que considerem as demandas dos setores acadêmicos e não acadêmicos de cada localidade. O mestrado profissional, nessa perspectiva, exige uma integração da formação teórica com as demandas do mundo do trabalho, bem como com as necessidades de inovação postas pelo desenvolvimento social e econômico atuais.

ORIENTADOR (A): Adilene Gonçalves Quaresma